Do centro
Categoria: Arte, Blog

“O centro é um lugar neutro? Ou será o desejo de um lugar neutro? Você pode ficar no centro – e ser justo para com ambos os lados – só que, aí, você não vai entender muita coisa ou, pelo menos, só entenderá uma coisa, uma mensagem bem poderosa: ficando no centro, as vozes se embolarão uma na outra e a realidade se tornará um borrão. Sair do conforto, sair para fora. Mover-se em direção ao conhecimento: o que eu quero saber? O que eu não quero saber? Do que estou fugindo?”

[Chambon, Adrienne (2009). "What does art do for social work?" Publicado pela Canadian Social Work Review, (CSWR/RCSS), 26 (2), 217-231. Texto traduzido do inglês por Maria Helena Bernardes para uso em aula na Arena]

Deixe um comentário